25 junho 2009

A Sul de Nós… também é festa!




A Sul de nós... Dia11 (S.JoãoPortalegre) #020




À Luísa

Uma aventura tripeira no S. João de Portalegre
inteiramente dedicada a essa mulher imensa… 
Com todo o amor e profunda admiração!



A Sul de nós... Dia11 (S.JoãoPortalegre) #005 A Sul de nós... Dia11 (S.JoãoPortalegre) #007



A Sul de nós... Dia11 (S.JoãoPortalegre) #004



A Sul de nós... Dia11 (S.JoãoPortalegre) #010



A Sul de nós... Dia11 (S.JoãoPortalegre) #013



A Sul de nós... Dia11 (S.JoãoPortalegre) #016



A Sul de nós... Dia11 (S.JoãoPortalegre) #019



A Sul de nós... Dia11 (S.JoãoPortalegre) #021



A Sul de nós... Dia11 (S.JoãoPortalegre) #027





A Sul de nós... Dia11 (S.JoãoPortalegre) #000

[23.Junho 2009]




Page copy protected against web site content infringement by Copyscape



16 junho 2009

A Sul de Nós…!




A sul de nós... Dia03  #028 [JMB] 



A sul começa a aventura
Lá onde o mar é mais azul e a costa mais íngreme
E estamos mais perto do céu.
A sul muito além do Tejo
Onde o desejo é mais intenso e o sol cresta numa respiração ofegante
Ouve-se uma ténue melodia nas ondas
Caprichosas de um sonho
E o corpo nu reveste-se de urgências e de sal
Lá no muito a sul onde a paixão se torna urgente
Muito a sul de mim...




A sul de nós... Dia03  #010 [JMB] A sul de nós... Dia01 #012 [JMB]




Sul significa não o fazer das malas mas o aprontar dos sacos
Com essa diferença abismal contida nos conceitos.
Sul é a madrugada acordada e pela manhã
Sentir  o cheiro já quente do alcatrão.
Sul é partir em direcção a esse ponto cardeal
Ainda que a norte
Mas sempre a sul
No meu azimute.




A sul de nós... Dia03  #014 [JMB]



Sul é um estado de alma.
Sul é a decisão de não ficar
Não é lugar algum, não um destino.
Sul é o partir sem hora para chegar
É o caminho percorrido e o que dele ainda faltar.
Sul não é balizado por coordenadas geográficas
Nem fica a leste do paraíso.
É o próprio paraíso
A sul de nós…!




A sul de nós... Dia02 #032 [JMB]A sul de nós... Dia02 #012 [JMB]




A sul de nós... Dia01 #014 [JMB]





Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

10 junho 2009

… num alento…





Num alento...





Voltei
Desprendido num alento que se fez vento
E vim...


De pés nus pelas areias escaldantes
Num sufoco em tarde de miragem
E fiquei...


No refrescante resguardo do teu ventre
Na sombra ainda que quente
Da tua mão
No abrigo da tua sábia existência
E deleito-me...


Na magnitude do teu beijo na tez suada
E permaneço...


Na eternidade deste instante...





Page copy protected against web site content infringement by Copyscape



06 junho 2009

Pateira de Fermentelos - Águeda



Uma aproximação fotográfica algo impressionista




Pateira Fermentelos #001



A maior lagoa natural da Península Ibérica, importante zona húmida integrada na Rede Natura 2000, assume grande importância para o equilíbrio dos sistemas naturais da zona, pelo que representa para as populações locais, no contexto natural, sócio-económico e turístico.



Pateira Fermentelos #028




Desempenha importantes funções nos ecossistemas como a regularização hídrica e climática, a purificação da água, contraria o efeito de estufa, protege a costa, alimenta reservatórios naturais subterrâneos, suportando uma enorme biodiversidade.



Pateira Fermentelos #059



A Pateira deve ser considerada como um antigo braço marinho onde desaguavam os rios Cértima, Águeda e Vouga, antes da constituição da Ria de Aveiro.


Pateira Fermentelos #060
 


Aquele braço que os aluviões dos três rios fecharam originou um só curso de água – o rio Vouga.



Pateira Fermentelos #050



Ocupando uma área e profundidade variáveis, de acordo com as estações do ano, e cujo expoente máximo atinge mais de cinco quilómetros quadrados, estende-se pelos concelhos de Águeda, Aveiro e Oliveira do Bairro.



Pateira Fermentelos #040



O termo pateira significa abundância de patos.



Pateira Fermentelos #057 


Biodiversidade faunística potencial



Pateira Fermentelos #033



Sardão, lagarto-de-água, licranço, cobra-rateira, sapo-parteiro, sapo comum, salamandra-lusitana, rela comum, sapo-de-unha-negra, sapinho-de-verrugas-verdes, rã-ibérica, rã-verde, salamandra-de-pintas-amarelas, tritão-marmoreado, lontra, raposa, coelho-bravo, garça-imperial, garça-real, galinha-d’água, galeirão, guarda-rios, pato-real, tartaranhão-dos-paúis.
 
 

Pateira Fermentelos #054  
 

Biodiversidade florística



Pateira Fermentelos #058



Caniço, tabúa, bunho, erva-pinheirinha, nenúfar, jacinto-de-água, salgueiro, choupo, amieiro, amieiro-negro, freixo, pilriteiro, borrazeira, carvalho, loureiro, ulmeiro, eucalipto, acácia, lírio-amarelo-dos-pântanos, agrião, erva-pessegueira, hortelã-de-água, gilbardeira e algumas espécies de plantas carnívoras como a Pinguicula lusitanica.



Pateira Fermentelos #026



PR1 da Pateira de Águeda



Pateira Fermentelos #023 


Percurso pedestre e ciclável, com cerca de 15 quilómetros (nível de dificuldade: baixo / médio), marcado nos dois sentidos segundo as normas da Federação de Campismo



Pateira Fermentelos #019  


Fontes bibliográficas



Pateira Fermentelos #017 


“Pateira de Fermentelos – Paisagem a proteger”
Edição da Câmara Municipal de Águeda

“Guia PR1 – Percursos Pedestres de Águeda”
Edição da Câmara Municipal de Águeda

 

Pateira Fermentelos #009


 
 

Pateira Fermentelos #006






Uma aproximação fotográfica algo impressionista
(23.Maio.2009)
 
Pateira Fermentelos #000










(este e outros tracks do autor) 




Protected by Copyscape Plagiarism Tool